22 de mar de 2011

Pantomima

| |

Então você percebe o nó se formando mais uma vez, enquanto você tenta adivinhar o porquê de não se sentir mais o mesmo. Pelo que eu estou vivendo? Para que as diversas opiniões tentem me mudar? Para encontrar um herói e um bandido em minha história? Para idealizar um futuro impossível? A pressão que me provoco é sufocante. É uma pressão que sufoca mais que a pressão do mundo. E então, quando tudo parece estar bem, desmorono novamente. Olá pressão! Você apareceu novamente em minha mente? Vamos, vamos, comece a falar! "Porque você não me obedeceu? Se você tivesse se esforçado mais, e feito besteiras de menos nada disto teria acontecido. Seus ombros aguentam o peso que precisar carregar" cutucou ela. Como contradição "Não carregue o mundo em seus ombros", dizem os próximos. São estes mesmos próximos que me criticam pelo meu jeito de ser. Para vocês, arrogância. Para mim, timidez. Para vocês, introversão. Para mim, um simples momento em que estou refletindo, no qual  não falar com ninguém é necessário. Não me julgue pelos gestos corporais. Eles não são nada! Assim como o sorriso falso que dou quando digo "Estou bem!" não signifique que eu esteja me sentindo deste jeito. Significa apenas que eu estou desmoronando em um abismo obscuro de preocupações e mentiras e precise de um abraço. E depois do seu abraço, talvez eu não me sinta mais abandonada. Apesar de ser extremamente difícil não gritar aos intrometidos que não, eu não caí na depressão e que vocês não precisam avisar suas suspeitas sobre o meu estado mental a minha família. Os caminhos foram totalmente e exclusivamente escolhidos por mim. O futuro é meu, sou eu que o viverei. Para alguns, precipitado, mas eu pensei tanto antes de decidir, não foi? Mas não importa se é uma questão de se estar certo ou não. Eu quero é mostrar aos outros, e a mim, que é imprevisivel, que eu sei exatamente o que acontece dentro de mim e que eu estou tentando acabar com este nó que ainda não se formou.
O que quer que aconteça, eu deixarei tudo à sorte.
Por mais que por dentro meu coração esteja se partindo e minha maquiagem pode estar escorrendo, meu sorriso permanece. Afinal, o show tem que continuar.

P.S.: Sinceros agradecimentos ao meu muso inspirador: o Queen.

0 comentários:

Postar um comentário

Antes, queria agradecer pela sua visita e seu comentário.
- Leia o post antes de comentar.
- Deleto comentários no estilo "Seguindo, segue de volta". Você pode deixar um comentário legal e elaborado e, no final divulgar seu link, que eu visitarei seu blog.
- Deleto comentários com xingamentos e insultos.
- Aceito dicas construtivas.

MyFreeCopyright.com Registered & Protected